06 julho 2006

Ordem do Dia

Para os interessados, aqui faço saber que o Grupo Norte-Sul (esses prodígios) vão tocar e cantar num espectáculo de música popular portuguesa organizado pela Santa Casa da Misericórdia de Venda do Pinheiro, dia 08 de Julho, (Sábado) pelas 17H00 no Largo de Santo Estevão das Galés. A entrada é livre (o cachet também.)

Quem estiver deprimido, farto da vida, na fossa e se quizer curar, vá ter connosco.
A partir de agora, estas informações serão acompanhadas com o mapa rodoviário, tendo como partida Lisboa e o destino em causa, da Via Michelin. (Para ver se se calam umas bocas).



Abraços.

17 comentários:

Rogério Charraz disse...

O "link" não funciona. Bem feito! Quem manda armar em engraçadinho?

Obrigado por mais uma noite de partilha. Infelizmente ainda não é este fim-de-semana que retribuo...

Abraço grande,

Rogério Charraz

zmsantos disse...

Por acaso até 'funcemina' não podes é aceder directamente (ainda não domino a técnica) tens que fazer copy e paste

Abraço grande

ZM

zmsantos disse...

Ah! e mais, estou a fazer umas economias para comprar um GPS.
Proximamente, além do link do itinerário estarão disponíveis as coordenadas geográficas.
Melhor que isto...?!

Anónimo disse...

Com o dinheiro dos lucros do novo álbum dos "Norte-Sul" que vai ser um tremendo sucesso, até vais poder comprar um GPS para colocar num dos teus Fiat (de preferência no velhinho)!

Anónimo disse...

O anónimo anterior... sou eu!
Zé Lopes

zmsantos disse...

Só podias ser tu, companheiro e amigo, por vezes anónimo, mas nunca ausente.

Abraço.

Anónimo disse...

...E tu, amigo e companheiro, nunca anónimo e sempre presente!Sempre disponível para dar a cara...
Um abraço,
Zé Lopes

Sandra disse...

Desejo que tudo corra bem! :)

Beijoca e Um Bom Fim de Semana!!!

Anónimo disse...

Sr Perdigão,

Dei comigo a pensar em como nos habituamos às coisas, às pessoas... e que esse hábito e usufruto das presenças alheias torna-os em objectos.

Já me habituei a falar consigo e a partilhar algumas ideias (no nosso caso até são mais “contra-ideias”...) mas quem é o Sr Perdigão?

Terei o direito (inevitável) de o transformar no objecto de algumas das minhas palavras e pensamentos?

Tenho uma colega de trabalho extremamente bem humorada – o que nem é muito frequente em mulheres. Ou melhor o papel do engraçadinho está culturalmente atribuído ao sexo masculino. É algo que está nas raízes genéticas da evolução. O macho é que tem que se evidenciar perante a fêmea e com argumentos q.b. de modo a que ela pense que vale a pena...

Estava a falar da minha colega – faz de engraçadinha – no bom sentido, porque ela tem mesmo piada. Põe todos a rir.

Acontece que por motivos de chatices profissionais ela tem passado a maior parte das últimas semanas no seu canto. Liguei-lhe. À muito que não a via. Atendeu com voz áspera e demasiado profissional. Estranhei. Perguntei se estava bem. Saiu-se com esta:

- “Não me bastava a p... da vida andar sempre às avessas agora é aqui também. Não ligues. Tou mesmo lixada da vida. Tá tudo como de costume. Só que ultimamente não me apetece rir das coisas.”

Agradeceu a minha atenção e desligámos o telefone. Fiquei a pensar – habituei-me áquela pessoa tão bem humorada que nem imaginava que, afinal e na verdade, não tem motivos nenhuns para rir. Fiz dela um objecto. Nunca a vi como um sujeito. Estive aqui como uma criança no circo à espera do palhaço para se rir.

Odeio o inevitável, Sr Perdigão!

Talvez por isso esteja sempre a agradecer-lhe (é uma forma airosa de lhe pedir desculpa pelo egoísmo com que me dirijo a si, vou deixar de agradecer e passar a pedir desculpa. Que acha? É mais sincero e coerente, não?!)

Naia Castro

Sandra disse...

Passei só para deixar um beijinho e desejar uma boa semana!!

Rogério Charraz disse...

Tens que alterar o título para "Ordem da Semana"

zmsantos disse...

Engraçadinho...

wind disse...

Venho agradecer as tuas visitas humoristicas:))))

Sandra disse...

Bem, lá venho eu deixar mais um comentário neste post que devia ver o título alterado para "Ordem do Mês". :P

Obrigada, beijocas e Um Optimo FDS!!

Anónimo disse...

N.Castro,
retomo a leitura sobre seu pensar e percebo uma fusão de conceitos. O Nada e o Vazio não são sinónimos, nem tão pouco similares. De um modo simplicista lhe digo que o Nada é falta de Ser e que o Vazio é o Ser ausente.
Consegue, agora, perceber a "ausência pressentida" de há uns tempos!!!
Mais, a um dado momento, N. Castro diz " habituei-me áquela pessoa tão bem humorada que nem imaginava que, afinal e na verdade, não tem motivos nenhuns para rir. Fiz dela um objecto. Nunca a vi como um sujeito. Estive aqui como uma criança no circo à espera do palhaço para se rir."
Como verificou, Naia Castro, também consegue perceber e enterder a diferença entre a "verdade" e o concreto ("objecto"). Mais um pouco, creio, e estaremos imersos na essência!
- SEM MEDO!

Anónimo disse...

Excellent, love it! » » »

Anónimo disse...

What a great site »