13 novembro 2008

Lotação Esgotada

Ontém no Concerto do Vitorino, na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa.
Confesso que todas as minhas expectativas foram ultrapassadas. O Vitorino esteve muito bem, assim como os músicos, de salientar o Tomaz Pimentel na trompa e feliscorne.
O Janita também participou com a sua poderosa voz e deixou marcas com a interpretação de Ronda das Mafarricas de José Afonso.
O espectáculo além de evocar José Afonso é também uma homenagem a Lobo Antunes.

Quero agradecer a Andreia Vilarinho e a sua Mami Elza, sem as quais este concerto me teria passado ao lado, e à sempre excelente companhia do meu amigo Za e da Patrícia.

Beijos a elas, abraço a ele.

4 comentários:

Andreia Vilarinho disse...

Ainda bem que gostaram meus amores.
E sempre que quiserem...só se não puder!
O que melhor levamos da vida são as amizades e o "amor" que temos pelas pessoas.
Porque grças a Deus, o dinheiro ainda não compra tudo!
Eu fui à ante-estreia do Ensaio sobre a Cegueira, no El Corte Inglés, foi muito bom. Muito forte, muito intenso, mas muito bom! Eu adorei e aconselho! Besos nosso Zé. Besos à nossa Fátima.
Mukanda

Maria disse...

Nunca se pode estar em dois sítios ao mesmo tempo.
E a pena que eu tenho de não ter estado lá (mas também não sabia).
A voz do Janita é especial.
E a amizade e os Amigos o melhor que temos na vida.

Beijinho
(levo a Chiquinha Gonzaga...)

Zé dos Anzóis disse...

Eu não gostei muito, gostei muitissimo, foi excelente, e de vez em quando quase que te sentia a voares sobre a plateia, para dares uns toques no instrumento do homem da boina.
Obrigado à Andreia pelo carinho e pela lembrança, à mãe Elza que sacou os bilhetes e voçês os dois pela companhia.
abraçito
Za

zmsantos disse...

Aviso à navegação:

O homem de boina a que o Za se refere, era o Carlos Salomé (irmão do Vitorino e do Janita) e que tocava bodrham, que é um instrumento que também tenho e que gostaria de tocar como ele.
Mas ainda estou muito longe daqueles calcanheres, meu amigo, muito longe...