07 abril 2008

Esoterismo na Barragem Pego do Altar

















Tudo apontava para que aquele dia fosse um dia especial. Dos amigos, o encontro para uns, o reencontro para outros, o desvendar do “enigma” para todos.

O tempo, que apesar das previsões de chuva, se apresentou radiante. O espaço, amplo e sereno, convidativo ao relax que a cana de pesca proporciona. Os sabores do choco frito, intensos e reveladores de pecados escondidos.

Pois bem. Depois do que veio a acontecer nada disto mais importou. A chuva podia ter caído a cântaros, as águas rasas virarem tsunamis, o vinho transformado em cicuta e o choco, ausente como se veio a verificar, ter desaparecido de todos os mares.

O assombro e o encantamento de que todos nós, os sete, cadela Bianca incluída, fomos vítimas impediam-nos os movimentos. Só os olhos pareciam não querer parar de mexer. Estarrecidos, prontos a saltar das órbitas. As bocas abertas repetiam ahhhs! e ohhhs! numa linguagem desconhecida mas que todos pareciam entender.

O espanto de tudo isto estava no facto de que, o astro Rei descera dos céus e pisava agora esta terra simples das açordas. O Sol, transportado num carro de fogo era guiado, a pé, pela Lua no seu manto dourado onde estrelas brilhavam em pleno dia.
A marcha insólita aproximou-se do atónito grupo de pescadores. O Sol, imponente, limitou-se a brilhar com a sua cabeleira dourada. A Lua, mais faladora, entregou à Patrícia um pequeno saco que continha os nomes de cada um de nós, e nos falou daquela que será a nossa missão, ou a nossa sina, e que consiste em apoiar e suportar a carreira artística dos três músicos que formam o RC Trio.

E conforme chegaram, depressa partiram, indiferentes aos nossos pedidos para ficarem para o almoço.
Depois das fotos em família, o Sol deitou um olhar cúmplice à Lua lá foram pelo firmamento.



O resto, bem o resto do dia já pouco importou. Não se falou de mais nada a não ser desta insólita aparição.
O João Correia, que se estreava na pesca, dizia que era milagre pois apanhou 29 abletes e 3 carpas. O Dionísio não falhou um lançamento no “BasketFish”. Eu levei o caminho de casa todo a pensar, seriamente, que tenho que tirar um curso de astronomia.

O Altar perdera o seu Pego e transformara-se no altar de todos nós, no dia em que o Sol e a Lua apareceram aos três pescadorzinhos, revelando-lhes o irrevelável.

Viva a amizade. Viva a vontade e o carinho das pessoas que são salutarmente insanas e que fazem brilhar os olhos dos outros com a magia destes dias.






PS. Parece que uma anormal fartura de peixe provocou a abertura de um peixaria, lá prós lados de Rio de Mouro. Ele há cada uma…


















22 comentários:

A CONCORRÊNCIA disse...

Quero aqui agradecer publicamente aos agora verdadeiramente membros do clube de fans Ass.a Fora Inc., de quem eu orgulhosamente também faço parte, o dia inesquecivel que me proporcionaram. E já sabem podem sempre contar comigo para outros acontecimentos assim, nem que para isso tenha que fazer uma directa...
Agradeço o carinho de todos, a boa disposição e a amizade.

Lambidelas amigas

MisteriosaLua disse...

Salutarmente insanas, parece-me muitíssimo bem!
Nós é que agradecemos todo o carinho e entusiasmo com que nos receberam!
Sábado haverá mais!
Besitos da Lua

Rogério Charraz disse...

Tudo muito bem, muito bonito, mas se pensam que vou carregar nos ombros o peso da "missão divina" estão muito enganados! Eu cá sou muito humano, graças a Deus...

Já vos tinha dito que eu vi a Lua na sua forma humana?

zmsantos disse...

Roger, se é divino ou não aquilo que irás carregar aos ombros eu não faço a mínima ideia.
O que eu sei é que sempre que houver pescaria e tu te "baldes" irás carregar (nem que seja para o contentor do lixo)o belo do saquito carregado de abletes. Ah, ah, ah!

E se pensas que nos "picas" por já conheceres a Lua, estás bem enganado. Já te ouvi dizer mais vezes que "gostaria de lá ter estado" do que "já conheço a Lua, em carne e osso"

Viva os ASS a fora Inc!

(a propósito: a como é que está o carapau?)

MisteriosaLua disse...

Bem... em carne e osso, não conhece mesmo!... Juro que estava vestida! E com uma cor, não resplandescente, mas gloriosa!
Quanto a sábado, ainda estamos a ponderar se levamos a mesma fardamenta... Por um lado, não sei se o mundo inteiro tem mesmo de saber qual a forma que adoptamos quando vos visitamos... Por outro, o RCT não é menos que os outros...
Logo veremos!
Besitos da Lua

Anónimo disse...

Não aguento mais estas histórias de carinho imenso, amizade sem limites. Mas o que me fez mesmo saltar a tampa foi a história da beatificação dos 3 divinos pescadorzinhos que por terem visto a Lua que desceu do céu e apareceu em cima da azinheira por milagre pescaram um saco de supermercado de peixe.

Socorro ajudem-nos o mais rápido possível, se esperarem muito pode já não haver nada a fazer por eles.

D. Sebastião

zmsantos disse...

"O D. Sebastião era um belo pedante
foi mandar vir para uma terra distante
pôs-se a discursar: isto aqui é só meu
vamos lá trabalhar que quem manda sou eu."

Sérgio Godinho - Os Demónios de Alcácer-Quibir

Rogério Charraz disse...

E mais:

E o D. Sebastião acabou na moirama
um bebé chorão sem regaço nem mama
a beber, a contar tim por tim tim
a explicar, a morrer, sim, mas devagar

Eheh!

Lua, para desfazer o dilema, que tal ires "à paisana" no sábado e vestir o traje em Junho?

Zé, o Carapau está a caminho do lixo se não me disserem o que fazer com aquilo. Ou querem que congele? Expliquem tudo que eu na cozinha só entro para tirar a verdura aos morangos...

Anónimo disse...

Ó Sebastas, já ouviste falar em ironia? ou tás com medo que o peixe não chegue pra ti?

Anónimo disse...

Esse era outro.
A mim não me conhecem vocês.
Eu sou diferente, sou aquele por quem tanto chamaram, aquele que tem feito tanto falta nas vossas vidas (só mesmo vocês para sentirem a falta de alguém como eu).

D. Sebastião

Rogério Charraz disse...

Eu cheira-me que este D. Sebastião é um travesti de Naia Castro...

Anónimo disse...

Ainda não estou em mim, foi um domingo repleto de situações marcantes na vida de um ser humano
normal.
Desde o milagre dos peixes, passando pela miragem vista ao longe da embalagem do OMO a andar, mas não, era a misteriosa lua e o rei sol que se juntava ao grupo de pescadores, foi lindo(é tudo louco)
Só tenho pena é da bela e muito simpática Patricia que tem uma paciência para aturar esta gente maluca.
Muito obrigado a todos por este dia magnifico.

JCorreia

Anónimo disse...

...Meninos que tal pararem de comentar neste blog e passarem para o blog da Ana? É que o texto que está lá escrito está muito giro!...

Zé dos Anzóis disse...

Como autor do Texto do Blog da Ana, venho aqui comentar porque tambem gosto deste. Era o que faltava era não podermos comentar onde nos dá na real gana.

Rogério Charraz disse...

Agora também temos anónimos ditadores?! E não me digas que são fatelas?! :P

Anónimo disse...

O comentario pode ser fatela mas ao foi feito pela fatela origainal, jámais era capaz de proibir os comentários no blog do meu querido amigo Perdigão sem penas.

PS: Como é evidente gosto que comentem o blog da Ana mas já não é a primeira vex que aqui venho PEDIR para o fazerem. Acho inclusivamente o comentário má onda. :(

Patrícia

Rogério Charraz disse...

As minhas desculpas, Sra. Dona Fatela! :P

Para me penitenciar, vou passar um mês sem te chamar Fatela, ok Fatela? Ops, chamei-te Fatela outra vez....que cena fatela...

A CONCORRÊNCIA disse...

Viva o luxo, visual novo !
Muito mais relaxante, grande luxo sim senhor, os meus parabéns pelo bom gosto, Sr. Perdigão. Assim até te vai dar mais vontade de escrever, não é Amigo.

Lambidelas amigas

Rogério Charraz disse...

É a Primavera! O Zezito anda sempre atento à tendência da moda!!

Por falar em visuais, já se formatava melhor o blog da CONCORRÊNCIA, não?! Primeiro que uma pessoa passe o rio para chegar aos textos...

;)

A CONCORRÊNCIA disse...

Se alguém tiver a amabilidade de me ajudar a formatar o blog agradeço desde já do fundinho do coração. Até dou as passwords e tudo. É que que eu pedi à minha cachorra que trabalha na área para me ajudar, mas a "gaginha" tem tanto que fazer que se eu estivesse à espera dela só lá mais para o Natal...Assim tive de me desenrascar sózinha e deu no que deu...
Fico à espera da oferta de ajuda de uma alma caridosa.

Lambidelas amigas

MisteriosaLua disse...

Levaste o teu blog ao Extreme Makeover?
Diz-me como faço para concorrer!! Também quero!!
Besitos

Micas disse...

Isso é que são fins-de-semana de pescaria...e amizade acima de tudo.
E sabem sempre tão bem momentos assim :)

Beijocas a todos