09 maio 2006

Olha pra mim, todo vaidoso...

Esta manhã recebi um e-mail da RDP Antena 1, a informar que o texto com que participei no programa "A história devida" tinha sido selecionado, e que iria passar em antena no dia 17 de Maio, 4ª feira. Juntamente, diziam-me que o meu texto iria fazer parte de uma compilação em livro, a editar brevemente.

Não será, por estes factos, que aquilo que escrevi tomará outro sentido ou importância.

Apenas quero frisar que essa história, "Mar de memórias", foi a primeira a ser contada neste espaço, e isso sim, para mim é importante porque, nela estão contidas as vontades, os apoios e os carinhos de alguns de vós, que a tornaram possível.

Esta pequena "vitória" é nossa, amigos Charraz e Zé Lopes!


Abraço, Grande

3 comentários:

Anónimo disse...

Não aconteceu nada mais do que fazerem um pouco de justiça ao teu texto e, consequentemente, à tua pessoa. Os meus sinceros parabéns porque tu mereces! E faz o favor de não te esqueceres de continuar a escrever... sempre!
Zé Lopes

Rogério Charraz disse...

Epá, agora o vaidoso sou eu! Se existe a minha pequena contribuição neste feito de te por a revelar os teus escritos, então sou hoje alguém mais valorizado, com mais obra feita!
Acho muito honestamente que é de toda a justiça ampliar a divulgação daquele teu primeiro texto, que a mim muito me surpreendeu e emocionou. E é curioso que sou um ouvinte assíduo e fiel da Antena 1, por vezes ouço esse programa do Miguel Guilherme e do Nuno Artur Silva, e no dia 17 será muito engraçado ouvir na rádio "que liga Portugal" a história escrita por um amigo que ganhou corajem a ler os meus rabiscos! Que boa notícia!
Ah, e que seja um incentivo para escreveres mais, principalmente essa prosa criada na tua cabeça. Vamos para a frente!
Abraço,
Rogério Charraz

Lusaut disse...

partilhar, partilhar verdadeiramente sentimentos e emoções somente com a ajuda de palavras escritas é um tremendo desafio.

eu nasci noutro país e cresci noutra cidade e no entanto entrei no texto e na rua e parecia-me como se tivesse lá passado toda a minha vida... ...e senti saudades dos lugares, das pessoas, dos sons, dos cheiros, enfim de tudo.

muitos parabéns, o reconhecimento é mais do que merecido.